3 de fevereiro de 2012

forever together

Por onde andas? Que caminhos percorres? Que estradas da vida escolheste tu? 
Estradas diferentes das minhas, diferentes dos ideais que dizias ter. Tantas vozes, tantos ecos daquilo que ficou. De recordações, de coisas mal acabadas, de dias, de horas infinitas passadas lado a lado. Não te percas, não te deixes ir, não te deixes levar. Não percas o que há de melhor em ti, não percas esse sorriso de menino grande e o brilho nos olhos. Não percas o fogo no coração, nem deixes que te contaminem o sangue que corre em ti. Sê superior a qualquer coisa, a qualquer obstáculo que se meter no teu caminho e no dia em que te faltarem as forças, no dia em que não estiveres bem contigo mesmo, sabe que, apesar de tudo, de todas as circunstancias, eu vou estar aqui para ti, como a lua está para a noite e os segundos para a hora, porque independentemente de tudo, vais sempre ser importante, e porque da maneira como te amei, já não vou amar mais ninguém.

1 comentário:

  1. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar